Brumadinho: Sobe para 65 o número de mortes; 279 ainda estão desaparecidos

Brumadinho: Sobe para 65 o número de mortes; 279 ainda estão desaparecidos

Profissionais fazem vistoria na barragem Serro Azul e emitem nota de esclarecimento.
Após 09 anos, barragem em Santa Cruz volta a “sangrar”

O tenente-coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas Gerais, informou na noite desta 2ª feira (28.jan.2019), que subiu para 65 o número de mortes decorrentes do rompimento da barragem do Córrego da Mina do Feijão, em Brumadinho (MG).

Ainda estão desaparecidas 279 pessoas; 192 já foram resgatadas. Entre os mortos, 31 já foram identificados pelo IML-MG (Instituto Médico Legal de Minas Gerais).

As informações foram chanceladas pela Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil.

As equipes continuam as buscas pelos desaparecidos. A operação chegou a ser suspensa no domingo por causa de risco de rompimento da barragem número 6, que fica próxima à que rompeu na 6ª feira.

Bombeiros de 4 Estados –Alagoas, Espírito Santo, Goiás e Rio de Janeiro–, bem como soldados israelenses, ajudam nas buscas.

A tragédia em Brumadinho já supera em mais de 3 vezes o número de mortos o desastre de Mariana, em 2015. Há pouco mais de 3 anos, 19 pessoas morreram em 1 desastre similar em Mariana. (Via: Poder 360)

COMMENTS

WORDPRESS: 0