Pernambuco terá 11 dias de lockdown, a partir desta quinta-feira (18)

Pernambuco terá 11 dias de lockdown, a partir desta quinta-feira (18)

Empresa de embalagens dar inicio as obras em Bonito.
YAZAKI assina ordem de serviço e dá inicio às obras em Bonito

O Governo de Pernambuco determinou – após análise do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 – que a partir da próxima quinta-feira (18), até o dia 28 de março, todo o território estadual entrará em quarentena rigorosa, sendo permitidas, apenas, atividades essenciais.

A decisão, comunicada pelo governador Paulo Câmara em pronunciamento, tem o objetivo de conter o novo avanço da doença, que pressiona o sistema de saúde do Estado, registrando atualmente uma taxa de ocupação de UTI acima dos 95%.

Algumas das atividades liberadas chamou atenção e não sabemos os critério tomados, porque lojas de veículos é essencial e restaurantes não ?

ATIVIDADES PROIBIDAS

Durante o período de quarentena, ficarão proibidos de funcionar os serviços de bares e restaurantes; shoppings e galerias comerciais; óticas; salas de cinema e teatros; academias; salão de beleza e similares; comércio varejista de vestuário, calçados, eletroeletrônicos e linha branca, cama, mesa e banho e produtos de armarinho; escolas e universidades (públicas e privadas); clubes sociais , esportivos e agremiações; práticas e competições esportivas; praias, parques e praças; ciclofaixas de lazer, eventos culturais e de lazer, além dos sociais. Igrejas e demais templos religiosos poderão abrir para atividades administrativas e para preparação e realização de celebrações via internet.

ATIVIDADES LIBERADAS

Permanecerão ativos os seguintes serviços considerados essenciais: supermercados; padarias; farmácias; postos de combustíveis; petshop; clínicas, ambulatórios e similares; bancos e lotéricas; transporte público; indústrias, atacado e termoelétricas; construção civil; material de construção; materiais e equipamentos de informática; lojas de materiais e equipamentos agrícolas, oficinas e assistências técnicas e lojas de veículos.

“Vamos fazer desses 11 dias o nosso momento de virada. Será difícil para o Estado inteiro, mas precisa ser o nosso movimento realmente coletivo, em que estaremos juntos e conscientes para vencer o vírus e trazer de volta paz, tranquilidade, esperança e ainda mais trabalho pelo futuro da nossa gente”, Disse Paulo Câmara.

Por: Mezaabe Vitor, com as informações do Folha PE

COMMENTS

WORDPRESS: 0