Vídeos mostram pessoas caindo de avião dos EUA ao tentar fugir do Afeganistão

Vídeos mostram pessoas caindo de avião dos EUA ao tentar fugir do Afeganistão

Testemunhas relataram que centenas de afegãos foram até o aeroporto para fugir ao tentar embarcar em voos

Fotos chocantes mostram a destruição sendo causada pelo furacão Irma: o maior da história do Atlântico.
EUA atacam Síria em retaliação a ataque com arma química no país que deixou mais de 80 mortos.

O retorno do Talibã ao poder em Cabul, capital do Afeganistão, gerou cenas de desespero nesta segunda-feira (16) no aeroporto da cidade. Afegãos se dirigiram até o local para tentar embarcar em aviões, alguns se agarraram a lataria externa das aeronaves e caíram com a decolagem.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram o momento em que centenas de civis invadem a pista e cercam um avião militar dos Estados Unidos. Algumas pessoas se agarram à aeronave, que levanta voo e, minutos depois, é possível vê-las despencando de milhares de metros de altura.

Conforme o jornal O Globo, pelo menos cinco pessoas morreram no tumulto no aeroporto da capital afegã. Ainda não há informações de quem são as vítimas ou como elas morreram. 

Um funcionário do governo americano disse à agência de notícias Reuters que os soldados norte-americanos atiraram para o alto para tentar conter pessoas que tentavam embarcar em voos militares exclusivos para diplomatas e funcionários da Embaixada dos EUA. O Wall Street Journal afirma que três mortes foram causadas por arma de fogo.

Vídeos publicados nas redes sociais mostram cenas de caos absoluto nas pistas, com civis lutando para subir nas passarelas ou escadas que levam aos aviões.

As pessoas tentam escapar desesperadamente do Afeganistão, onde os talibãs assumiram o poder no domingo (15). A maior parte da população teme que os insurgentes instaurem o mesmo regime fundamentalista de quando governaram o país entre 1996 e 2001.

Sob o olhar de centenas de pessoas, os que conseguiram subir ao topo das escadas, principalmente jovens, tentavam ajudar os outros a fazer o mesmo, e muitos deles agarraram-se com todas as forças às grades. Famílias, com crianças assustadas, também tentavam fugir com seus pertences.

A embaixada dos Estados Unidos em Cabul pediu no Twitter a seus cidadãos que ainda estão no país, assim como aos afegãos, que “não sigam para o aeroporto”. Outras nações também retiram nativos da região. 

Legenda: Aeronave usada pelas Forças Armadas da França para retirar os cidadãos franceses do Afeganistão Foto: AFP

Fonte: Diário do Nordeste

COMMENTS

WORDPRESS: 0