Paulo Câmara revoga decreto do passaporte vacinal para igrejas

Paulo Câmara revoga decreto do passaporte vacinal para igrejas

Prefeitura de Cortês cria comitê de monitoramento e suspende aulas na rede pública e particulares de ensino.
Paulo Câmara prorroga fechamento do comércio e atividades não essenciais até 30 de Abril.

Após causar um mal-estar entre a ala evangélica, o governador Paulo Câmara (PSB) revogou o decreto nº 51.460, que estabelecia a obrigatoriedade da vacinação para frequentar celebrações religiosas com mais de 300 pessoas em Pernambuco.

A medida passou a vigorar no dia 1º de novembro, quando começaram a valer as novas regras do Plano de Convivência contra a Covid-19. O decreto de exigência da vacinação foi duramente criticado, principalmente pela ala religiosa da Alepe e todo meio evangélico que ver um certo autoritarismo nas decisões do Governador, principalmente com os cristãos.

COMMENTS

WORDPRESS: 0