Drone flagra criança mergulhando com quatro tubarões.

Drone flagra criança mergulhando com quatro tubarões.

O momento em que um menino mergulha junto a quatro tubarões em uma praia paradisíaca das Bahamas foi flagrado por um turista que brincava com um dro

Superlua, Lua de Sangue e Lua Azul ao mesmo tempo esta quarta.
Chuva de granizo atinge distrito de Russas; já é o quinto registro no Ceará.
Nesta Páscoa, não troque o Cordeiro pelo coelho!
Fatos sobre café que você talvez ainda não saiba.
VOCÊ SABIA? Tomar muitos banhos você pode estar prejudicando seu microbioma.
O momento em que um menino mergulha junto a quatro tubarões em uma praia paradisíaca das Bahamas foi flagrado por um turista que brincava com um drone no local. Nas imagens, é possível ver a criança pulando no mar e, em poucos segundos, atraindo animais de espécie ainda não revelada. A criança não percebe a presença dos bichos, mas sai correndo após aviso do operador. “Eu só gritei, ‘corra, corra’, e ele saiu da água o mais rápido possível” contou Artem Tkachenko em entrevista ao canal norte-americano Inside Edition.
     Em poucos dias, o vídeo atingiu mais de 30 mil visualizações nas redes sociais. O debate maior entre os internautas era sobre o real perigo demonstrado pelos bichos, que pareciam ser filhotes. “Esses são só tubarões lixa, são inofensivos”, afirmou um dos comentários. Em outro, porém, o internauta Mark Wong lembra que ataque de tubarão lixa na mesma região das Bahamas já deixou uma mulher ferida poucos meses antes. “Os humanos não são a refeição preferida dele, mas ainda há a possibilidade deles nos atacarem”, disse o homem. Ninguém ficou ferido na situação.
No Brasil, são conhecidas 88 espécies de tubarões diferentes. O tubarão lixa, que pode chegar a 4 metros de altura comprimento em idade adulta, é o mais reproduzido em cativeiro, em sua maioria nos tanques do Projeto Tamar. Como dito pelos internautas, ele realmente é conhecido por ser mais amigável, mas ainda assim pode se confundir com banhistas, principalmente em locais com desequilíbrio ambiental. As espécies que colocaram Recife no mapa dos ataques do país foram Cabeça-chata e tubarão Tigre.
Voz da Mata Sul – em busca da informação.

COMMENTS

WORDPRESS: 0