Segundo militar é morto durante Operação das Forças Armadas no Rio nesta segunda.

Segundo militar é morto durante Operação das Forças Armadas no Rio nesta segunda.

O Comando Militar do Leste (CML) confirmou a morte do segundo militar no Complexo da Penha, por volta das 17h40. Cinco suspeitos também foram mortos.

Com filho no colo, mãe é morta a facadas durante assalto no Rio de Janeiro.
Helicóptero da PM que caiu flagrou suspeitos nas ruas da Cidade de Deus

Dois militares foram mortos, nesta segunda-feira (20), durante megaoperação das Forças Armadas no Rio de Janeiro realizada nos Complexos do Alemão, da Penha e da Maré.

O Comando Militar do Leste (CML) confirmou a morte do segundo militar, identificado como João Viktor da Silva, de 21 anos, no Complexo da Penha, por volta das 17h40. O integrante do exército teria sido atingido na cabeça e chegou a ser socorrido para o Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu.

Mais cedo, o cabo Fabiano de Oliveira Santos morreu após ser atingido no ombro por disparo na localidade conhecida como Serra da Misericórdia. O militar foi socorrido, mas morreu antes de ser hospitalizado.

Além de Fabiano, o soldado Marcus Vinícius Viana Ribeiro foi ferido na perna durante a mesma troca de tiros, mas foi hospitalizado e não corre risco de morte.

Fabiano Oliveira dos Santos, cabo do Exército, morreu em confronto na Serra da Misericórdia, no Alemão, na Zona Norte do Rio (Foto: Reprodução/Redes sociais)Fabiano Oliveira dos Santos, cabo do Exército, morreu em confronto na Serra da Misericórdia, no Alemão, na Zona Norte do Rio (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Fabiano Oliveira dos Santos, cabo do Exército, morreu em confronto na Serra da Misericórdia, no Alemão, na Zona Norte do Rio (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O Comando Militar do Leste (CML) afirmou que vai prestar assistência às famílias dos militares.

Pelas redes sociais, a Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro (Seseg) se solidarizou com a morte do militar Fabiano e descreveu o acontecido como um “atentado contra a democracia”. ( Fonte: G1. )

Voz da Mata Sul – Em buscar da informação.

COMMENTS

WORDPRESS: 0