Em Bonito, cerca de 500 famílias ainda moram em casas de taipa.

Em Bonito, cerca de 500 famílias ainda moram em casas de taipa.

No município de Bonito, no Agreste Pernambucano conhecida por suas naturezas e cachoeiras, esconde uma realidade um tanto sombria, cerca de 500 famíli

‘Acabei em seis meses’, diz vendedor que ganhou R$ 2 milhões na loteria
ProUni: candidatos em lista de espera devem entregar documentação até amanhã
SAÚDE:Pernambuco quer pensão especial para bebês com microcefalia
ÁGUA PRETA: Estudantes são assaltados dentro de ônibus escolar diz PM
Ex-governador de Roraima se entrega à Polícia Federal
Vereador Nidinho da Saúde

No município de Bonito, no Agreste Pernambucano conhecida por suas naturezas e cachoeiras, esconde uma realidade um tanto sombria, cerca de 500 famílias vivem em estado lamentável, isso porque residem em casa de taipa. As casas de taipa têm paredes de barro, sustentadas por estacas e não oferecem condições adequadas de moradia, o problema é que a estrutura favorece a proliferação de insetos, principalmente o barbeiro, transmissor da doença de Chagas.

Colônia Rio Bonito ( Foto: Mezaabe Vitor )

O vento, a chuva forte, tudo isso leva embora rapidamente o barro que reveste a parede das casas de taipa. Quando surgem as brechas pelo lado de fora, elas servem de moradia para o barbeiro e os buracos que aparecem acabam virando porta de entrada para o transmissor da doença de Chagas.

Em reunião ordinária na Câmara Municipal de Bonito nesta última quinta-feira(22), o vereador e empresário Pedro do Rodeador solicitou via requerimento que o prefeito de Bonito, juntamente com suas secretarias e ministério das cidades da agricultura e desenvolvimento social que sejam feito um projeto de viabilidade técnica para construção de várias unidades habitacional com material tipo alvenaria para essas famílias em caráter de “URGÊNCIA”. O requerimento foi aprovado por unanimidade.

Pedro disse ainda quem esses moradores vivem sem o minimo de conforto e higiene e ainda com grandes possibilidades de contraírem doenças infecto contagiosas, devido a situação precária e desumana.

Casas de um morador na Colônia Rio Bonito ( Foto: Mezaabe Vitor )

A nossa equipe vem a um bom tempo mostrando essa triste realidade, Bonito é um dos poucos municípios de Pernambuco que lamentavelmente convive com estas precárias moradias. Romildo Vitoriano,  presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais da Colônia e Riacho Claro, vem lutando a anos para conseguir essas casas e até o momento não obteve êxito. Segundo o presidente, “A  Zona Rural de Bonito já passou da hora de ser contemplado com essas casas, pois é da zona rural que movimenta boa parte do comercio do município e este requerimento do vereador Pedro só tem à acrescentar nesta luta.” disse o presidente.

Agora só nos resta aguardar para saber se as providências serão tomadas.

Por: Mezaabe Vitor – em busca da informação.

FAINTVISA - FACULDADE DA VITÓRIA

COMMENTS

WORDPRESS: 0