Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos.

Mergulhador morre sem oxigênio em caverna na Tailândia onde meninos estão presos.

Saman Kunan, de 38 anos, era ex-integrante do grupo de elite da Marinha e morreu enquanto retornava de uma expedição que levou suprimentos aos meninos.

Morreu nesta quinta-feira (5) um ex-mergulhador da Marinha tailandesa envolvido nos esforços de resgate dos meninos em uma caverna inundada na Tailâ

ATENÇÃO: Ops! Blitz na Estrada, Aviso ou Não aos Demais Motoristas?
PALMARES-PE: Carro com placa do município é apreendido com 300 kg de maconha
Família de Paulo César Morato faz cota para o enterro
Bonito-PE: Prefeito Gustavo Adolfo faz 1º Reunião com Presidentes das Associações e Promete Melhorias na Zona Rural.
Bonito-PE: SAMUEL MARIANO no 5º Congresso Pentecostal Bonito em Chamas.

Morreu nesta quinta-feira (5) um ex-mergulhador da Marinha tailandesa envolvido nos esforços de resgate dos meninos em uma caverna inundada na Tailândia.

Saman Kunan, de 38 anos, levou suprimentos para o grupo de 13 pessoas, mas ficou sem oxigênio quando retornava para a entrada da caverna Tham Luang. O ex-integrante do grupo de elite da Marinha era triatleta e tinha se voluntariado a participar da operação de resgate.Após ter entregue uma reserva de oxigênio, ficou sem ar em seu retorno”, declarou Passakorn Boonyaluck, vice-governador da província de Chiang Rai, onde está localizada a caverna. “Perdeu a consciência no caminho de volta, seu companheiro de mergulho tentou ajudá-lo e carregá-lo”, disse o oficial da Marinha Apakorn Yookongkaew.

O mergulho é sempre cheio de riscos. Ele pode ter desmaiado, o que o fez se afogar, mas temos que esperar pela autópsia. Apesar de termos perdido um homem, seguimos com fé em nossa missão”, afirmou o oficial.

A morte de um militar experiente deixa claro os riscos do resgate dos 12 meninos, que têm entre 11 e 16 anos, e do técnico do time de futebol, de 25 anos. Alguns não sabem nadar e todos terão que aprender noções básicas de mergulho.

COMMENTS

WORDPRESS: 0