Morre, aos 97 anos, o cantor Feliciano Amaral

Morre, aos 97 anos, o cantor Feliciano Amaral

Morreu, neste sábado (7), o cantor Feliciano Amaral. Ele tinha 97 anos e estava internado no Hospital das Clínicas, em Rondônia, desde o dia 20 de jun

Assembléia de Deus em Cortês realizará o 18º congresso de Jovens.
Assembléia de Deus faz evento histórico no 18º congresso de Jovens em Cortês.
Morre aos 99 anos Billy Graham, o pastor mais ouvido da história.
Nesta Páscoa, não troque o Cordeiro pelo coelho!
Festa Histórica é realizada pela Assembléia de Deus na Arena Pernambuco.

Morreu, neste sábado (7), o cantor Feliciano Amaral. Ele tinha 97 anos e estava internado no Hospital das Clínicas, em Rondônia, desde o dia 20 de junho, com quadro de pneumonia e derrame pleural (quando há acúmulo de líquido entre os tecidos que revestem o pulmão).

Feliciano Amaral nasceu em 1920 e inciou seu ministério em 1945. Seu primeiro disco foi lançado em 1948 e é um dos primeiros registros da música evangélica do País. Ele ainda aparece no Guiness Book como o cantor que esteve em atividade há mais tempo no mundo.

No dia 28 de junho, Amaral já havia sofrido uma parada respiratória e passou a respirar com ajuda de aparelhos.

O funeral será neste domingo (8) às 10h, na Primeira Igreja Batista de Rondônia, em Porto Velho, onde Feliciano Amaral pastoreou por vários anos. O sepultamento está marcada para às 16h no Cemitério de Porto Velho.

O anúncio foi publicado em sua conta do Facebook:

Às 6:30 de hoje, aos 97 anos, foi promovido à glória o cantor e pastor Feliciano Amaral. Começou as atividades como cantor evangélico em 1948, com a gravação do 1º disco de 78 rpm do catálogo da gravadora Atlas, ligada à Convenção Batista Brasileira. Este é um dos primeiros registros sonoros de música evangélica do País. O cantor Feliciano Amaral, conhecido como “ROUXINOL DO SERTÃO”, após 70 anos de ministério no louvor e adoração, silencia sua melodiosa voz aqui na terra, e entra no repouso dos santos, onde a eternidade o aguarda para o compor o coral dos santos imortais que pelos séculos dos séculos entoarão os cânticos de Sião. Seus olhos se fecham aqui, mas os louvores que alimentaram os famintos de alma, consolaram os abatidos e edificaram a fé inabalável firmada na Palavra de Deus, perpetuam o legado e história deste sacerdote do louvor. 
Deus console os familiares queridos e à todos os amigos e irmãos !

Pela Assembleia de Deus Tradicional no Amazonas/CEADTAM

Pr. Gedeão Menezes

Voz da Mata Sul – em busca da informação

Vereador Nidinho da Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0