Não votou no 1º turno? saiba o que fazer!

Não votou no 1º turno? saiba o que fazer!

Quem não votou no primeiro turno das eleições, que aconteceu no domingo (7), pode fazer a justificativa pela internet, no site do Tribunal Regional E

Evandro Alencar e Carla Lapa garantem trabalhar pela agricultura familiar
Armando já empata com Paulo em primeira pesquisa após o guia eleitoral
Ibope: Bolsonaro sobe quatro pontos e Haddad mantém índice da última pesquisa
Jair Bolsonaro e Fernando Haddad decidirão eleição para presidente no segundo turno.
Reginaldo Morais reúne fortes lideranças municipais para convenção do PSB.

Quem não votou no primeiro turno das eleições, que aconteceu no domingo (7), pode fazer a justificativa pela internet, no site do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), a partir desta segunda-feira (8). Segundo o tribunal, esta é a primeira vez que a opção é apresentada ao eleitor. Quem justificar a falta pode votar no segundo turno, no dia 28 de outubro.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Pernambuco, 17,9% dos eleitores que estavam aptos a votar não compareceram para o pleito. Isso significa que cerca de 1,2 milhão de pessoas deixaram de votar no primeiro turno. No total, Pernambuco tem 6,5 milhões de eleitores.

Para fazer a justificativa online é preciso preencher um formulário com dados pessoais, disponível ao clicar no banner ‘justificativa eleitoral’ na página do TRE-PE, além de anexar um documento que comprove o motivo da falta, como uma declaração do trabalho ou um atestado médico.

Diferentemente das pessoas que justificaram o voto no dia da eleição e não precisaram dizer o motivo de não votar, quem justificar no prazo de até 60 dias precisa comprovar o motivo da falta. “E assim o juíz vai analisar”, explica o assessor da corregedoria do TRE, Orson Lemos.

Quem não justificar o voto em até 60 dias, deverá pagar multa no valor de R$ 3,51 por cada turno de eleição no qual não comparecer.

Segundo o TRE, esse eleitor também fica proibido de obter passaporte ou identidade, se inscrever ou ser empossado em concurso público, obter empréstimos, renovar matrícula em unidades de ensino, ou qualquer ato em que seja exigida a certidão de quitação eleitoral.

Para funcionários públicos e de fundações governamentais, também fica suspenso o recebimento do salário. (Via:G1)


Vereador Nidinho da Saúde

COMMENTS

WORDPRESS: 0