Paralisação nacional dos caminhoneiros começam a afetar abastecimento de gás de cozinha e comida.

Paralisação nacional dos caminhoneiros começam a afetar abastecimento de gás de cozinha e comida.

Internautas criticam capa do Diário de Pernambuco.
Protesto afeta fornecimento e gasolina chega a ser vendida a R$ 8,99 em Recife.

Devido a paralisação nacional dos caminhoneiros por causa do aumento consecutivos do combustível em valores exorbitantes, alguns depósitos de gás e supermercados já começaram a sentir o efeito, com as principais vias interditadas para os caminhões em todo país, algumas cidades do interior já começaram a faltar gás de cozinha e outros itens .

A equipe do Portal Voz da Mata Sul apurou em algumas cidades da Mata Sul e agreste, além da falta de combustíveis nos postos, os depósitos de gás de cozinha estão vazios, e alguns revendedores estão revendendo os poucos que restam por preços bem acima do atual, segundo nos informou nossos leitores nos grupos de WhatsApp.

As prefeituras de algumas cidades da Mata Sul como Cortês decidiram suspender as aulas temporariamente devido a falta de alimentos e águas nas escolas, apenas serviços essências irão funcionar como diz em nota enviada a nossa equipe.

“A Prefeitura Municipal de Cortês informa a população que os transportes do município serão temporariamente suspensos devido aos protestos dos caminhoneiros por causa da constante alta no preço dos combustíveis. A decisão, tomada pelo prefeito Municipal José Reginaldo Morais dos Santos em suspender os transportes, se justifica pela falta de combustíveis para comercialização, nos postos da nossa cidade como também pela interdição de rodovias em razão do protesto.

Para tranquilizar a população, informamos ainda que os serviços de saúde, como ambulâncias, TFD e o SAMU continuarão funcionando normalmente, enquanto durar o estoque de combustíveis reservado pela prefeitura em postos da cidade.”

Qualquer informação sobre sua cidade envie para a nossa redação através do nosso WhatsApp (81)9 8244-0814

estamos apurando e atualizando as informações.

Por: Mezaabe Vitor – em busca da informação

COMMENTS

WORDPRESS: 0