TRE cassa prefeito e vice de Agrestina por abuso de poder econômico

TRE cassa prefeito e vice de Agrestina por abuso de poder econômico

Secretária de Saúde de Agrestina é presa suspeita de fraudes com remédios de uso controlado
Em Agrestina, PF deflagra 2ª fase de operação contra fraudes em licitações.

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE) cassou, nesta quinta-feira (04) os mandatos do prefeito de Agrestina, Thiago Nunes (MDB), e do seu vice, Zito da Barra (PSDB) por abuso de poder econômico.

Ambos foram condenados por contratar funcionários ilegalmente em 2016, ano em que se elegeram. Com a decisão, perderam também seus direitos políticos e ficarão inelegíveis até 2024.

Agora, os vereadores terão que realizar uma eleição indireta para a escolha do Prefeito e vice do município que irão concluir o mandado dos que foram casados.

Por: Mezaabe Vitor

COMMENTS

WORDPRESS: 0