Vereador de Bonito pede suspensão temporária de pagamento do IPTU no município.

Vereador de Bonito pede suspensão temporária de pagamento do IPTU no município.

O Dr. e vereador, Edmilson Henauth (PSB), solicitou via requerimento na Câmara Municipal de Bonito na última reunião ordinária, a suspensão temporári

CANAVIEIROS CONQUISTAM AUMENTO SALARIAL E BENEFÍCIOS TRABALHISTAS PARA 2017
Gás de cozinha fica mais caro a partir desta terça-feira
Governo autoriza alta de até 10% nos preços dos planos de saúde individuais.
Paulo Câmara aumenta em até 70% ICMS de produtos de beleza
Petrobras aumenta gás de cozinha em 4,4%

O Dr. e vereador, Edmilson Henauth (PSB), solicitou via requerimento na Câmara Municipal de Bonito na última reunião ordinária, a suspensão temporária do pagamento do IPTU ( Imposto Predial e Territorial Urbano ) do município de Bonito, Agreste Pernambucano.

O projeto de lei de aumento do IPTU enviado pelo Prefeito Gustavo Adolfo (PSB), foi apresentado em 21 de dezembro de 2017 e aprovado pela maioria dos vereadores, na época a população criticou o aumento, com a chegada dos boletos para pagamento o assunto voltou a tona, a relatos de um aumento de quase mil por cento sobre o valor pago em anos anteriores e causou mais uma vez revolta e diversas criticas contra o prefeito e os vereadores. 

No requerimento, Dr. Edmilson que também faz parte da base do governo, pediu que a prefeitura voltasse a fazer a cobrança dos valores anterior a referida lei de nº 1.132/2017, até que uma comissão do setor de tributação possa comparecer ao poder legislativo e esclarecer alguns aspectos da cobrança atual do tributo. 

Nosso editor conversou com alguns comerciantes da cidade que informaram que concordam com o aumento para que o dinheiro seja investido no município, porém de forma gradativa e justa e não desta forma absurda como que foi feita, pegando os comerciantes e moradores de surpresa, com o crescente desemprego e crise que o país está vivendo.

Com o aumento do IPTU a tendência são os proprietários de imoveis aumentarem também os alugueis, prejudicando os inquilinos que na sua maioria mal conseguem pagar suas contas e terão que arcar com mais despesas.

Vamos acompanhar este caso e estaremos trazendo mais informações.

Escrito por: Mezaabe Vitor – em busca da informação      

COMMENTS

WORDPRESS: 0